Logotipo Dr. Igor Lepski Calil

Doação de órgão, apoie essa causa!

atualizado em: 10/09/2023
Tempo de Leitura: 3 minutos
Sumário

A doação de órgãos é um ato que salva vidas. Descubra como se tornar um doador, quais órgãos podem ser doados e como funciona o processo de transplante. Sua decisão pode fazer a diferença. Clique aqui e tire suas dúvidas!

A doação de órgãos é um procedimento médico pelo qual um órgão ou tecido saudável é removido de um doador falecido ou vivo e transplantado para um receptor com falha no mesmo órgão. 

No cenário global, a escassez de órgãos é uma preocupação constante, com milhares de pessoas na fila de espera por um transplante que pode salvar suas vidas. 

No Brasil, essa realidade não é diferente, e a demanda por órgãos supera em muito a disponibilidade dos mesmos.

A seguir, falaremos mais sobre a doação de órgãos, incluindo que órgãos podem ser doados, quem pode ser e como se tornar um doador de órgãos, os cuidados necessários após o transplante e por que ser um doador. Fique até o final e tire suas dúvidas!

Que órgãos podem ser doados?

Vários órgãos e tecidos podem ser doados para transplante. Isso inclui o coração, fígado, rins, pulmões, pâncreas, intestino delgado e até mesmo tecidos como córneas, pele e ossos. 

Cada doador pode salvar várias vidas ao doar diferentes partes do corpo, por isso, compreender e aderir à doação de órgãos é tão importante.

Como se tornar um doador de órgãos?

Para se tornar um doador de órgãos, é necessário expressar essa vontade ainda em vida. 

Isso pode ser feito registrando-se no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea e Órgãos (REDOME) ou comunicando essa decisão à sua família. 

Esse gesto altruísta pode garantir que sua vontade de doação de órgãos seja respeitada em um momento crítico.

Quem pode ser um doador de órgãos?

Qualquer pessoa pode ser um potencial doador de órgãos, independentemente de idade, gênero ou histórico médico. 

No entanto, o processo de doação de órgãos é rigorosamente regulamentado. 

Um dos casos em que a doação de órgãos pode ser realizada é na presença de morte encefálica, que é quando o cérebro perde sua atividade de forma irreversível, mas as funções vitais são mantidas por suporte médico. 

Nesses casos, para que os órgãos sejam doados, é necessária a autorização da família.

Que cuidados são necessários após o transplante de órgãos?

O processo de transplante após a doação de órgãos envolve uma série de etapas complexas. Após a identificação de um doador compatível, o órgão é retirado e preparado para o transplante. 

O receptor é submetido a uma avaliação médica detalhada para garantir a compatibilidade e minimizar riscos de rejeição. 

O sucesso do transplante depende de uma equipe médica altamente especializada e de cuidados pós-operatórios rigorosos.

Por que ser um doador de órgãos?

Alguns dos principais benefícios de ser um doador de órgãos são:

  • Salvamento de vidas;
  • Alívio para famílias ;
  • Criação de um legado de generosidade;
  • Contribuição para a saúde pública;
  • Avanços na ciência e medicina;
  • Fortalecimento de comunidades;
  • Quebra de estigmas e mitos;
  • Melhoria na qualidade de vida dos receptores.

A doação de órgãos é uma oportunidade incrível de dar uma nova chance de vida a alguém que luta contra uma doença grave. 

A conscientização sobre essa prática é fundamental para combater a escassez de órgãos e salvar mais vidas. 

Ao se tornar um doador de órgãos, você deixa um legado de compaixão e generosidade que continua mesmo após sua passagem. 

Dr. Igor Lepski Calil
CRM: 130079
RQE: 100065 / 100066

Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP.
Fiz residência em Cirurgia Geral e Cirurgia do Aparelho Digestivo no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e em Transplante de Órgãos Abdominais no Hospital das Clínicas de São Paulo. Além disso, tive oportunidade de participar de uma Surgery Observation no Indiana University Hospital em 2012 nos Estados Unidos.
Meu foco é em casos complexos como Falência Intestinal, Transplante de Intestino e Multivisceral, além de Transplante de Fígado e Cirurgia Hepato-Bilio-Pancreática.

Agende sua Consulta

Atuo nos hospitais

magnifiercross