Logotipo Dr. Igor Lepski Calil

Hérnias abdominais

atualizado em: 09/28/2023
Tempo de Leitura: 4 minutos
Sumário

As hérnias abdominais são protrusões anormais de tecidos ou órgãos através da parede abdominal. Podem causar inchaço, dor e desconforto. O tratamento geralmente envolve cirurgia para reparar a fraqueza na parede abdominal.

Hérnias Abdominais - Imagem Ilustrativa

Introdução

As hérnias abdominais são protrusões anormais de tecidos ou órgãos através de fraquezas ou aberturas na parede abdominal. Essas protrusões podem ocorrer em diferentes áreas do abdome, como a região inguinal, umbilical, incisional, entre outras. 

A gravidade e o risco associados a hérnias abdominais dependem do tipo e do tamanho da hérnia, bem como da presença de sintomas. Se não tratada, a hérnia pode aumentar de tamanho e piorar progressivamente. Isso pode levar a complicações mais sérias, como estrangulamento ou obstrução. 

O estrangulamento ocorre quando o suprimento sanguíneo da hérnia é cortado, o que pode causar dor intensa, náuseas, vômitos e distúrbios digestivos. Se não tratado prontamente, o estrangulamento pode resultar em danos irreversíveis aos tecidos ou órgãos herniados, requerendo intervenção médica de emergência. 

Nesse artigo, abordaremos em detalhes as hérnias abdominais, incluindo causas, sintomas, diagnóstico e tratamento. Leia até o final e tire suas dúvidas!

Quais as causas de hérnias abdominais?

As hérnias abdominais podem ser causadas por uma combinação de fatores. As principais causas incluem:

  • Fraqueza muscular: deficiências nos músculos da parede abdominal podem permitir que tecidos ou órgãos se projetem através da abertura, formando uma hérnia
  • Esforço físico excessivo: levantar objetos pesados, fazer esforço ao evacuar ou tossir intensamente podem aumentar a pressão abdominal, contribuindo para o desenvolvimento de hérnias
  • Gravidez: durante a gestação, a pressão sobre a parede abdominal pode aumentar, resultando em fraqueza muscular e maior propensão a hérnias
  • Cirurgias abdominais prévias: procedimentos cirúrgicos que envolvem incisões na parede abdominal podem deixar fraquezas ou aberturas que favorecem o surgimento de hérnias
  • Obesidade: o excesso de peso e a gordura abdominal podem sobrecarregar os músculos da parede abdominal, tornando-os mais propensos a fraquezas e hérnias

É importante ressaltar que cada caso de hérnia abdominal é único e as causas podem variar. Além disso, alguns fatores de risco, como histórico familiar de hérnias ou doenças respiratórias crônicas, também podem aumentar a probabilidade de desenvolver essa condição.

Quais os sintomas de hérnias abdominais?

Os sintomas de hérnias abdominais podem variar dependendo do tipo e localização da hérnia. Alguns dos sintomas mais comuns incluem:

  • Protuberância ou inchaço visível: uma das características mais distintas das hérnias abdominais é a presença de uma protuberância ou inchaço na área afetada
  • Dor ou desconforto: a presença de uma hérnia abdominal pode causar dor localizada na área afetada, que pode piorar ao realizar atividades físicas, levantar objetos pesados ou tossir
  • Sensação de pressão ou peso: algumas pessoas com hérnias abdominais podem relatar uma sensação de pressão ou peso na região da protuberância
  • Dor durante o esforço: a tosse, o esforço para evacuar ou levantar objetos pesados podem aumentar a dor ou o desconforto da hérnia
  • Náuseas e vômitos: em casos de hérnias maiores ou complicadas, pode ocorrer náuseas e vômitos devido à obstrução ou estrangulamento do tecido herniado

É importante lembrar que nem todas as hérnias abdominais causam sintomas. Em alguns casos, a hérnia pode ser assintomática e ser detectada apenas durante um exame físico de rotina ou ao realizar exames de imagem. 

Como é realizado o diagnóstico de hérnias abdominais?

O diagnóstico de hérnias abdominais geralmente envolve uma combinação de avaliação clínica e exames de imagem. Os métodos comumente utilizados para diagnosticar hérnias abdominais incluem:

  • Ultrassonografia abdominal: é um exame de imagem seguro e não invasivo que utiliza ondas sonoras para criar imagens detalhadas da área abdominal
  • Tomografia computadorizada (TC): pode ser usada para identificar a presença de hérnias, avaliar o tamanho, a localização e as possíveis complicações associadas

Em alguns casos mais complexos ou duvidosos, outros exames, como ressonância magnética (RM) ou radiografia simples do abdome, podem ser solicitados. 

Como é realizado o tratamento de hérnias abdominais?

O tratamento de hérnias abdominais pode variar dependendo do tamanho, localização, sintomas e condição de saúde do paciente. As opções de tratamento incluem:

Observação

Se a hérnia abdominal for pequena, assintomática e não apresentar risco de complicações, o médico pode optar por apenas monitorar a hérnia regularmente para verificar se há mudanças.

Uso de suporte ou cinta abdominal

Em alguns casos, o médico pode recomendar o uso de uma cinta ou suporte abdominal para ajudar a controlar os sintomas e reduzir o desconforto causado pela hérnia. No entanto, isso não corrige a hérnia, apenas alivia os sintomas.

Cirurgia de reparação da hérnia

A correção cirúrgica é geralmente recomendada para hérnias que causam sintomas significativos, são grandes, estão aumentando de tamanho ou apresentam risco de complicações, como estrangulamento. 

A escolha do tratamento depende de vários fatores, e é importante discuti-la com um médico. A cirurgia de reparação da hérnia é a opção mais comum e eficaz para tratar hérnias abdominais, oferecendo uma solução definitiva para a condição. O tratamento adequado ajudará a aliviar os sintomas, prevenir complicações e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Dr. Igor Lepski Calil
CRM: 130079
RQE: 100065 / 100066

Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP.
Fiz residência em Cirurgia Geral e Cirurgia do Aparelho Digestivo no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e em Transplante de Órgãos Abdominais no Hospital das Clínicas de São Paulo. Além disso, tive oportunidade de participar de uma Surgery Observation no Indiana University Hospital em 2012 nos Estados Unidos.
Meu foco é em casos complexos como Falência Intestinal, Transplante de Intestino e Multivisceral, além de Transplante de Fígado e Cirurgia Hepato-Bilio-Pancreática.

Agende sua Consulta

Atuo nos hospitais

magnifiercross