Logotipo Dr. Igor Lepski Calil

Transplante de pâncreas

atualizado em: 09/28/2023
Tempo de Leitura: 2 minutos
Sumário

O transplante de pâncreas é uma opção para pacientes com diabetes tipo I. Esse procedimento pode ser combinado com o transplante renal. Após o transplante, a terapia imunossupressora é necessária.

Transplante de pâncreas - Imagem Ilustativa

Introdução

O transplante de pâncreas consiste em um procedimento cirúrgico complexo que envolve a substituição do pâncreas.

O pâncreas é um órgão que atua na regulação dos níveis de açúcar no sangue, produzindo insulina e outros hormônios. Também secreta enzimas digestivas essenciais para a quebra de alimentos no intestino delgado.

A seguir, falaremos mais sobre o transplante de pâncreas, incluindo suas indicações, como funciona o procedimento, como é o pós-operatório e o que é importante saber antes de realizá-lo. Fique até o final e tire suas dúvidas!

O que é o transplante de pâncreas?

O transplante de pâncreas é um procedimento cirúrgico que envolve a substituição de um pâncreas disfuncional por um pâncreas saudável de um doador compatível. 

Essa cirurgia tem se estabelecido como uma opção crucial para pessoas que enfrentam diabetes avançado e outras condições metabólicas graves, melhorando sua qualidade de vida. 

Quando é indicado o transplante de pâncreas?

O transplante de pâncreas é indicado principalmente para pacientes com diabetes tipo 1 que têm dificuldade em controlar os níveis de açúcar no sangue, apesar dos tratamentos convencionais. 

Também pode ser uma opção para pacientes com diabetes tipo 2 que enfrentam complicações metabólicas graves.

Como funciona o transplante de pâncreas?

O transplante de pâncreas pode ser realizado de várias maneiras, incluindo transplante de pâncreas isolado, transplante de pâncreas e rim simultâneo e transplante de pâncreas após um transplante de rim prévio

As conexões com os vasos sanguíneos e os dutos pancreáticos são recriadas para garantir a funcionalidade.

Como é o pós-operatório de transplante de pâncreas?

Após o transplante de pâncreas, o paciente entra em um período de recuperação intensivo. 

A administração de medicamentos imunossupressores é essencial para prevenir a rejeição do órgão transplantado. 

Os pacientes também precisam monitorar de perto os níveis de açúcar no sangue e adotar um estilo de vida saudável.

O que é importante saber sobre o transplante de pâncreas?

O transplante de pâncreas pode oferecer uma nova vida aos pacientes, mas também apresenta desafios. Com um bom controle da glicemia e na sua maioria das vezes realizado com o transplante de rim, não precisa mais de hemodiálise.

Os medicamentos imunossupressores são fundamentais para a sobrevida do pâncreas novo, porém levam a uma baixa imunidade e risco de aparecimento de infecções graves.

Além disso, o acompanhamento médico rigoroso é necessário para monitorar a função do pâncreas e ajustar a medicação conforme necessário.

No entanto, a aderência aos cuidados pós-transplante é crucial para manter esses benefícios.

Dr. Igor Lepski Calil
CRM: 130079
RQE: 100065 / 100066

Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP.
Fiz residência em Cirurgia Geral e Cirurgia do Aparelho Digestivo no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e em Transplante de Órgãos Abdominais no Hospital das Clínicas de São Paulo. Além disso, tive oportunidade de participar de uma Surgery Observation no Indiana University Hospital em 2012 nos Estados Unidos.
Meu foco é em casos complexos como Falência Intestinal, Transplante de Intestino e Multivisceral, além de Transplante de Fígado e Cirurgia Hepato-Bilio-Pancreática.

Agende sua Consulta

Atuo nos hospitais

magnifiercross