Logotipo Dr. Igor Lepski Calil

Tumores benignos do estômago

atualizado em: 09/28/2023
Tempo de Leitura: 4 minutos
Sumário

Tumores benignos do estômago são crescimentos não cancerígenos que se desenvolvem no órgão. Geralmente são assintomáticos, mas podem causar dor ou desconforto abdominal em casos raros.

Tumores benignos do estomago - Imagem Ilustrativa

Introdução

Os tumores benignos do estômago são crescimentos não cancerígenos que se formam no revestimento interno ou nas camadas mais profundas do órgão. Esses tumores são geralmente descobertos incidentalmente durante exames médicos e, na maioria dos casos, não causam sintomas significativos ou complicações graves. 

No entanto, em alguns casos raros, tumores benignos do estômago podem crescer e causar sintomas como dor abdominal, náuseas ou sangramento.

O estômago desempenha um papel essencial no processo de digestão. Localizado entre o esôfago e o intestino delgado, ele recebe os alimentos e os mistura com ácido clorídrico e enzimas digestivas para que sejam quebrados e transformados em uma substância chamada quimo. 

Além disso, o estômago também desempenha um papel importante na absorção de certos nutrientes, como o ferro, e na produção de fatores intrínsecos, que são necessários para a absorção da vitamina B12. Assim, é crucial manter a saúde desse órgão em dia.

Nesse artigo, abordaremos em detalhes os tumores benignos do estômago, incluindo causas, sintomas, diagnóstico e tratamento. Leia até o final e tire suas dúvidas!

Quais as causas de tumores benignos do estômago?

As causas dos tumores benignos do estômago nem sempre são bem compreendidas. No entanto, existem alguns fatores que podem estar associados ao seu desenvolvimento. 

Alguns tumores benignos do estômago podem ser pólipos, que são crescimentos anormais do revestimento interno do órgão. Esses pólipos podem ser influenciados por fatores genéticos, exposição a certas substâncias químicas, história familiar de tumores do trato gastrointestinal e condições inflamatórias crônicas, como a gastrite. 

Além disso, a presença da bactéria Helicobacter pylori, conhecida por causar úlceras pépticas e inflamação no estômago, também pode estar associada ao desenvolvimento de alguns tumores benignos. 

No entanto, é importante destacar que nem todos os tumores benignos do estômago têm uma causa clara identificada e sua ocorrência pode ser resultado de uma combinação de fatores.

Quais os sintomas de tumores benignos do estômago?

Os tumores benignos do estômago geralmente não apresentam sintomas específicos. Na maioria dos casos, eles são descobertos incidentalmente durante exames médicos realizados por outros motivos. 

No entanto, em alguns casos raros, tumores benignos do estômago podem causar sintomas como dor abdominal, desconforto, sensação de plenitude após as refeições, náuseas ou vômitos. 

Esses sintomas podem ser semelhantes aos de outras condições do sistema digestivo, portanto, é importante consultar um médico para obter um diagnóstico adequado. 

Como é realizado o diagnóstico de tumores benignos do estômago?

O diagnóstico de tumores benignos do estômago pode ser realizado por meio de diferentes exames e procedimentos médicos. O primeiro passo é uma avaliação clínica completa, em que o médico coleta informações sobre os sintomas e histórico do paciente. 

Em seguida, podem ser solicitados exames de imagem, como endoscopia digestiva alta, que permite a visualização direta do estômago e a realização de biópsias para análise do tecido. 

Outros exames de imagem, como radiografias contrastadas, tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM), também podem ser utilizados para obter uma visão mais detalhada do estômago. 

Além disso, exames de sangue e testes para a presença da bactéria Helicobacter pylori podem ser realizados, caso haja suspeita de relação com o tumor. 

A confirmação do diagnóstico dos tumores benignos do estômago é feita com base nos resultados desses exames e na avaliação de um patologista, que analisará o tecido coletado durante a biópsia. 

Como é realizado o tratamento de tumores benignos do estômago?

O tratamento de tumores benignos do estômago pode variar dependendo do tipo de tumor, tamanho, localização e sintomas apresentados. 

Em muitos casos, tumores benignos do estômago não necessitam de tratamento ativo, apenas de monitoramento regular para garantir que não estejam crescendo ou causando complicações. 

No entanto, se o tumor causar sintomas, comprometer a função do estômago ou apresentar risco de transformação em um tumor maligno, o tratamento pode ser necessário. 

As opções de tratamento para os tumores benignos do estômago podem incluir cirurgia para remover o tumor, terapia endoscópica, como a ressecção endoscópica de mucosa, e em casos mais raros, até mesmo a remoção parcial ou total do estômago. 

O tratamento será determinado pelo médico, levando em consideração as características individuais do paciente e a gravidade da condição. 

É importante seguir as recomendações médicas e realizar acompanhamento regular para monitorar o tumor e garantir a saúde do estômago.

Dr. Igor Lepski Calil
CRM: 130079
RQE: 100065 / 100066

Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP.
Fiz residência em Cirurgia Geral e Cirurgia do Aparelho Digestivo no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e em Transplante de Órgãos Abdominais no Hospital das Clínicas de São Paulo. Além disso, tive oportunidade de participar de uma Surgery Observation no Indiana University Hospital em 2012 nos Estados Unidos.
Meu foco é em casos complexos como Falência Intestinal, Transplante de Intestino e Multivisceral, além de Transplante de Fígado e Cirurgia Hepato-Bilio-Pancreática.

Agende sua Consulta

Atuo nos hospitais

magnifiercross